Facebook

Fritando um Ovo

Você sabe fazer um ovo frito?

Pode parecer simples, mas tem gente que não sabe


Quem quiser fazer um ovo frito de revista, vou deixar a dica:

Use uma frigideira pequena, pra começar.

Separe a gema da clara.

Primeiro coloque óleo vegetal o bastante para cobrir o fundo da frigideira e esquente.

Coloque a clara e deixe por um minuto e vire.

Tempere com sal e outros condimentos que quiser;

Aí coloque a gema por cima, no centro e com uma colher vá banhando-a com óleo que está na frigideira.

Gema só se tempera com sal ou pimenta do reino.

Bolinho de Tilápia.
Nada melhor que um bolinho de peixe e uma saladinha.
Ferva em água e sal por três ou quatro minutos dois filet de peixe. Eu usei a Tilápia, conhecida, também, como Filet Sant Peter. Retire e desfie.
Enquanto isso, ferva uma batata grande até ficar macia. Amasse como se fosse um purê.
Junte a batata e o peixe desfiado e acrescente uma colher bem cheia de farinha de trigo, sal, salsinha fresca picadinha e pimenta do reino. Misture bem.
Com auxílio de uma colher de sopa leve pequenas porções ao óleo quente. Esse bolinho frita rápido, fique de olho e vire quando estiver dourado. Depois escorra em um prato com papel toalha.
Sirva com uma generosa salada mista.
Nessa foto fiz, também,um espinafre no alho e azeite para acompanhar.


Uma salada/sobremesa inusitada
Muitas vezes queremos variar e surpreender. Então tente isso:
Lave e seque folhas de rúcula e faça uma cama no prato.Por cima, corte fininho, como se fosse fazer um Carpaccio, morangos.
Então faça um molho misturando creme de leite, aceto balsâmico reduzido e uma pitada de sal. Para dar um charme a mais, congelei o molho dentro de uma casca de ovo esterelizada por uma hora.
Fica sensacional para acompanhar carnes.
Você pode acrescer de várias verduras como o alface americano e o agrião. Pode colocar tomates, cenouras raladas, cebola cortada bem fininha, etc. Use a imaginação.


Latkes e Bacalhau
Latkes são "bolinhos" de batata da culinária judáia e ficam sensacionais. 
Fáceis de fazer. Quer ver?

Pegue uma batata Asterix, aquela de casca arroxeada, porque ela contém menor quantidade de água, e descasque. 
No ralador comum, aquele que ralamos queijos, mas em sua face de buracos maiores, passe a batata, sempre com cuidado com os seus dedos.
Coloque a batata ralada em uma peneira e pressione para retirar o máximo de água que conseguir. A seguir coloque em um pano limpo, enrole e esprema mais ainda para retirar toda água possível.
Em uma vasilha, para uma batata grande, coloque um ovo batido, duas colheres de farinha de trigo, 30 ml de leite e uma pitada de sal.
Junte a batata, misture bem.
Coloque azeite em um frigideira para cobrir todo o seu fundo, deixe esquentar e, com o auxílio de uma colher, leve à frigideira porções dessa "massa"
. Após colocar essa porção, espere dourar. Com auxílio de um garfo, assim como fazemos com panquecas, levante levemente a borda e veja se dourou.
Quando dourar, vire com uma escumadeira e deixe mais um tempo para dourar o outro lado.
Retire e deixe escorrer em papel toalha ou em uma grade. 
Pronto

Pode ser comido assim mesmo, é delicioso, ou você pode fazer esse bolinho maior para servir de "cama" para uma diversidade de alimentos.
No caso da foto, eu fiz um bacalhauzinho desfiado e a pedido coloquei arroz entre dois latkes..

Ficou muito bom. Tente.

Brownie







 Brownie e Gâteau

(Todas essas fotos foram feitas por mim a partir de uma mesma fornada de Brownie. Existem mil jeitos de aproveitarmos um mesmo alimento. Use sua imaginação)

A diferença entre o Brownie e o famoso Gâteau (o tal Petit Gâteau) é o tempo que fica no forno e a forma que você usa.

A Massa:

Derreta 150 gramas de chocolate meio-amargo (pode ir no micro, mas vá de 30 em 30 segundos, mexendo, para não queimar) e misture com 125 gramas de manteiga (pelamordideus, sem sal). Reserva.

Na batedeira, bata 3 ovos inteiros e mais 3 gemas. Junte 125 gramas de açúcar de confeiteiro e continue batendo até ficar branco.

Em banho-maria, coloque essa mistura junto com o chocolate e a manteiga e misture devagar, até ficar cremoso. Retire do fogo e vá acrescentando, devagar, aos poucos, 100 gramas de farinha de trigo peneirada, mais uma colher de sopa de chocolate em pó sem açúcar peneirado (aquele da Nestlé, dos Frades) e, se quiser, umas 40 gramas de castanha do pará moídas ou para Brownie, nozes que são mais tradicionais.

Para o Gateau (na verdade esse chama-se Gros Gâteau):

Encha as forminhas de alumínio, untadas com manteiga e polvilhadas com farinha de trigo (não deixe excesso, dê uma leve batidinha para a farinha sair) e coloca na geladeira por, no mínimo, duas horas.

Quando chegar a hora de servir, pré-aqueça o forno por 10 minutos a 200º e coloque as forminhas por 8 a 9 minutos. Retire, espere uns 5 minutos e desenforme com cuidado porque quebra muito fácil.

Para o Brownie:

Se quiser fazer o Brownie, unte e esfarinhe uma forma quadrada e coloque essa massa. Deixe por 20 a 25 minutos em forno a 200º.

Sirva com sorvete de creme ou de pistache ainda quente.

Uma criação muito legal é acompanhar o sorvete de creme com uma geléia de morango com redução de aceto balsamico. Fica delicioso.

Tomate Sêco, feito em casa.




Tomate Seco feito em casa. Economize muito dinheiro !!!

Primeiro, tenha em mente que a cada 3 kilos de tomate, você obtém 1 kilo de tomate sêco.



Segundo, quanto mais maduro estiver eles, melhor (mas sem machucados ou fungos, ok). Particularmente eu compro novos, bonitos e vou esperando pacientemente eles amadurecerem aqui em casa mesmo..


Terceiro: Existem tomates e tomates. Alguns são realmente gostosos, outros não. Experimente uma amostra antes.


Quarto: Se colocar em potes impermeáveis e lacrados, eles durarão muito tempo, mas evite o sol e ferva antes os vidros, se não favorece o crescimento de fungos.




Então, a simplicidade da receita é esta:


-Pré-aqueça o forno em temperatura baixa (120/140º). Se seu forno não tiver essa temperatura, deixe a porta meio aberta colocando um cabo da colher de pau.


-Lave-os bem os tomates com uma escovinha.


-Corte-os ao meio


-Retire a polpa.
-Coloque em uma assadeira, com a pele voltada para baixo (se tiver de Teflon, melhor)


-Tempere com sal (eu uso sal grosso moído, mas pode ser o comum) e pimenta do reino moída na hora.


-Coloque açúcar para retira a acidez do tomate


-Rege abundantemente com azeite de oliva (pode ser óleo comum, mas a perda no gosto é imensa)


-Desfolhe uns ramos de tomilho e alecrim e coloque por cima (pode ser os desidratados, mas prefira os naturais) e, se quiser, umas fatias de alho.


-Leve ao forno por aproximadamente 90 minutos. Verifique e extenda o tempo se ainda não estiverem com a aparência própria.


-Retire e deixe esfriar.


-Coloque nos potes e junto aos tomates deixe, também, um ramos de alecrim, uns dois dentes de alho ligeramente amassado (Apenas dê um murro nele, hehe!!!)


-Complete o pote até a boca com mais azeite e feche.


-Pronto, essa receita é excelente e fácil, durando até um ano nos potes esterelizados e fora da geladeira.










Custo aproximado: R$ 12,00 o kilo (Para 3 kilos de tomate que resultarão em 1 kilo de tomate sêco)


Preço aproximado no varejo: de R$ 60,00 a R$ 100,00 (em lojas normais, é claro)
 

Pêra Nashi cozida no Prosecco com ganache.

Descasque as pêras Nashi (Também conhecida como pêra asiática) e coloque em uma panela alta e cubra com Prosecco (na falta dele, podemos usar uma vinho branco) e deixe por 20 minutos após levantar fervura. Retire e deixe esfriar.

Prepare ganache derretendo uma barra de chocolate meio-amargo e acrescentando 200 ml de creme de leite (se não usar o fresco e for usar o de latinha, retire o soro).

Envolva a pêra com o ganache e sirva.



Você pode servir junto a uma série de outros ingredientes como chantily e licor marasquino.






Creme de Bacalhau




Uma delícia e uma variação do famoso bacalhau de forno.



Corte uma cebola em fatias bem finas e leve para dourar em uma frigideira grande em manteiga (duas colheres de sopa bem cheias) e azeite (duas colheres de sopa) de oliva até ficarem macias.

Acrescente farinha de trigo peneirada aos poucos. Aproximadamente umas duas colheres de sopa, até formar uma massa fluida mas encorpada. Vá colocando aos poucos leite gelado e incorporando a essa massa. Quando estiver um molho roux bem macio,coloque as lascas de bacalhau que você deve ter dessalgado na véspera e mexa, acrescentando, se necessário, sal e coloque uma pitada de pimenta do reino moída na hora. Coloque creme de leite (melhor se for fresco, mas se não tiver, coloque o de caixinha) e mexa até ficar cremoso. Salsinha e cebolinha bem picadinhas são colocadas depois de apagar o fogo (para manter seu frescor e textura).

Se quiser incrementar, pode colocar azeitonas pretas em fatias e um fio de azeite de oliva extra-extra virgem quando estiver servido no prato.

Acompanhe de arroz brando e, se quiser, fritas.

Nessa receitinha, você pode colocar fatias de batata junto ao creme, desde que elas estejam firmes e não se desmanchem quando estiverem encorporadas ao molho.

Salmão ao Molho de Morangos






Uma receita fácil de fazer e que fará com que todos gostem e achem que você virou chef estrelado. Vamos ao passo a passo:


Primeiro tire a pele do salmão (Para isso, use uma faca fina e afiada. Faça um corte entre a carne e a pele e vá puxando com firmes e devagar até retirar tudo. A faca deve estar levemente virada para a pele para não entrar na carne) e tempere com sal e pimenta do reino moída na hora. Reserve na geladeira por umas duas horas coberto com filme plástico.


O molho de morangos é fácil de fazer. Em uma frigideira derreta uma colher de sopa de manteiga e frite um pouco cebolas bem picadinhas até ficarem translúcidas. Acrescente duas colheres de sopa de água, duas colheres de molho shoyo, uma colher de açúcar e mexa. Não é preciso levantar fervura, apenas para misturar tudo e derreter os grãos do açúcar. Acrescente os morangos lavados e cortados ao meio. Coloque cebolinha bem picadinha e pronto.


Frite os filets de salmão nem uma mistura de manteiga e óleo vegetal, assim evitará que a manteiga se queime enquanto frita. Não devemos nunca fritar demais o salmão. Acompanhe o cozimento pela lateral dos filets. Eles devem ficar apenas rosados no centro.


Disponha em um prato e acrescente o molho, acompanhando um arroz e uma farofa de couve anchovada.


A farofa de couve se faz derretendo uma colher de manteiga e refogando a couve até ela ficar macia. Acrescenta farinha feita de pão italiano ou farinha de mandioca. Quando estiver pronta, coloque sal e pimenta do reino moída na hora e uns pedaços de filet de anchova. Se quiser um sabor mais marcante das anchovas, acrescente o azeite que vem nelas.

Coq au Vin


Coq Au Vin (Frango ao vinho)




Prato tradiconal da culinária francesa, não é um bicho de sete cabeças e você poderá fazer sem grandes esforços,apenas é necessário o tempo, relativamente longo, em que se deixa marinando o frango (Também, tradicionalmente é feito com galo, daí o nome "Coq"). Ao ler a receita poderá achar que é meio complicadinha, mas na execução verá que é de uma simplicidade grande, Vamos lá:

Em uma panela coloque a cebola, o alho, a cenoura picados e refogue bem, sem deixar queimar.

Adicione o vinho tinto (quannto melhor o vinho, melhor será o resultado) e deixe ferver por uns cinco minutos. Desligue o fogo.

Com uma peneira ou chinois côe esse preparado. Com o líquido deixe de molho os filets de frango, entre-coxas ou coxas, pelo menos 12 horas. Reserve os vegetais, não os descarte.

Depois de 12 horas de molho, retire o frango do molho e seque-o uma com papel toalha. Reserve o frango e a vinha-d´alhos.

Agora, em uma panela grande, coloque manteiga e óleo vegetal (como já escrevi, o óleo tem a função de não deixar a manteiga queimar) e frite cubinhos bem miúdos de bacon. Retire e escorra em papel toalha.

Na gordura que ficou na panela, frite o frango e retire-os, reservando-os.

Na gordura que ficou na panela, coloque de volta os vegetais da vinha-d'alho. Eles soltaram um pouco de líquido, o que fará com que você degasseie (raspar o fundo da panela com um líquido), formando um delicioso caldo. Acresente uma colher rasa de farinha de trigo peneirada aos poucos para engrossar.

Agora coloque o líquido que sobrou da vinha-d'alhos, mexa e acrescente o frango e mais uma folha de louro e um raminho de alecrim. Deixe cozinhando por uns 5 minutos.

Há pessoas que acrescentam algum tipo de nóz, como as amêndoas, em fatias, cogumelos, etc. Outras, acrescentam creme de leite fresco no final.

Esse prato, tradicionalmente, é feito com vinho tinto, mas você poderá fazer com vinho branco ou mesmo Chanpagne.

Sirva com arroz branco.

* No caso da foto, fiz uma desconstrução e os coloquei sobre um seixo para manter quente.